Opinião ou Ataque?

Até onde vai? E o que é opinião? Sempre venho acompanhando por meio as redes sociais de muitas pessoas e veículos que sigo uma onda de comentários inapropriados e até mesmo criminosos, infelizmente a internet nos dá a impressão de “terra de ninguém” quando se relaciona a crimes cometidos por meio delas.

Hoje vou pontuar apenas uma linha dessa teia de aranha; os comentários, que por muitas vezes são disfarçados de opinião, onde começa nosso grande ponto problemático. Vamos definir primeiro o que seria opinião; segundo ao nosso bom e velho Aurélio e ele nos diz que opinião é nosso modo de pensar em relação a um assunto ou pessoa, ter um ponto de vista, entretanto , tais modos de pensar podem esconder alguns preconceitos e esse tal ponto de vista pode estar as vezes embaçado não enxergando o quanto pode afetar negativamente outras pessoas e até mesmo cometer crimes como racismo, homofobia e muitas outras ofensas.

Há um grande movimento partindo do ponto “essa é minha opinião” e a partir daí tudo fica bem, sem falar nos casos de comentários ofensivos em que a pessoa ao se desculpar e logo externa “a quem se sentiu ofendido”, encontramos aqui outra lacuna de interpretação, pois ao expressar esta frase, a culpa passa a ser de quem sofreu a agressão com um possível comentário e superficialmente se livra da responsabilidade de ter cometido o ato por impudência ou puro preconceito enraizado.

Há muitos detalhes a se discutir observando o comportamento das pessoas diante da tela, os graves ataques são nitidamente errados e fáceis de se identificar, então entraria na questão de falsa identidade (em caso usuário desconhecido ou fake) e crimes previstos em lei sobre esses comentários. E ainda me questiono e procuro entender até onde essas pessoas podem ficar impunes atrás da tela?

Porém temos outros comentários que são aparentemente “sutis”, mas em suas entrelinhas afetam como questionar a aparência, ou até mesmo ao elogiar acrescentar um “mas”, outros até mesmo questionando a sexualidade e afirmar que não concorda, o que também seria uma forma de opressão e crime.

Depois de observar e me incomodar com muitas dessas atitudes, começo agora uma nova fase para descobrir se esta terra é mesmo sem lei, o que é fato e que não podemos mais distinguir a vida das redes sociais da realidade, pois ela existe e é real, já faz parte e tem seus efeitos. O que temos que discutir agora é como civilizar esta terra?

Estarei reunindo mais fatos para utiliza-los como exemplo e futuramente até mesmo entrevistas completas sobre o assunto, é só me acompanhar para colaborar e saber sobre mais sobre o assunto. Não esqueça de deixar sua opinião sobre “opinião”!!!!

Publicado por eulumello

Olá, sou Luciene e aqui está meu site com meus atributos profissionais. Sou estudante de jornalismo, amante da arte de ensinar através da informação.

%d blogueiros gostam disto: